Confira algumas dicas para manter seus dentes saudáveis
ATM
O que é a ATM?
ATM quer dizer: Articulação Temporo Mandibular. Ou seja uma articulação que liga a mandíbula à base do crânio no osso temporal, e que permite que a mandíbula execute seus movimentos de abertura, fechamento, protrusão (para frente), retrusão (para trás) e lateralidade (para os lados), e que participam dos processos da mastigação, fonação e deglutição.



O que é a Disfunção da ATM?
A Disfunção da ATM (DTM) é o funcionamento anormal da articulação temporo-mandibular, ligamentos, músculos da mastigação, ossos maxilar-mandíbula, dentes e estruturas de suporte dentário. Quando existe a disfunção, o paciente apresenta sintomas, como dor de cabeça, dor de ouvido e/ou zumbidos, dor ou cansaço dos músculos da mastigação, ruídos articulares (estalos ou crepitação) e dificuldade para abrir a boca.

A disfunção da ATM é conhecida por diversos outros nomes como disfunção temporomandibular, dor e disfunção miofascial, disfunção craniomandibular, ou simplesmente ATM.

Os dentes inferiores quando em contato com os dentes superiores formam a oclusão dental, responsável pela estabilidade da ATM. A oclusão inadequada (má oclusão) é, na maioria dos casos, a responsável direta pela disfunção ATM.

A Disfunção ATM está relacionada a hábitos comuns, como o apertamento dentário e o bruxismo (apertar ou ranger), morder objetos estranhos, roer unhas, mastigar chicletes, postura da cabeça (para a frente), o de prender o telefone com o queixo ou ainda apresentar fatores relacionados com o estresse, depressão e ansiedade ou eventos traumáticos.

Os pacientes apresentam um quadro clínico muitas vezes obscuro, devido a complexidade anatomo-funcional da cabeça e o comprometimento emocional. Atualmente podemos considerar que o tratamento é multidisciplinar, envolvendo cirurgião buco-maxilo-facial, dentista clínico, médico clínico, ORL, neurologista, médico fisiatra, fonoaudiólogo, psiquiatra e também o psicólogo.

Na maioria dos casos, por sentir dor de ouvido ou dor de cabeça (talvez, a mais freqüente de todas as queixas de dor local intermitente), os pacientes submetem-se a avaliação médica e exames de eletroencefalografia, tomografia computadorizada ou ressonância magnética, no entanto, sem chegar a um diagnóstico preciso por tratar-se de uma disfunção da ATM.

Esta disfunção é encontrada, com maior freqüência nas mulheres, sendo aproximadamente de 9 mulheres para 1 homem. Tenta-se explicar esta alta incidência, devido ao fato da mulher estar exposta ao estresse emocional, às mudanças hormonais durante o ciclo menstrual, a gravidez e às alterações anatômicas, que produziriam uma má relação do côndilo com o disco articular; e também, comparadas aos homens, procuram com maior freqüência ajuda médica. Em relação a idade, pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas é mais comum dos 30 aos 40 anos.

A oclusão dentária representa papel importante como fator predisponente que altera o sistema mastigatório, incrementando os riscos para desenvolver disfunção de ATM. Os hábitos parafuncionais e má-oclusão dentária induziriam micro-traumas na ATM, desenvolvendo-se assim lesões degenerativas no côndilo e no disco articular.

Quais os sintomas da Disfunção ATM ?
Os sintomas mais comuns de Disfunção ATM são:
Dores locais na região da ATM (região pré auricular),
Dores de cabeça (parecidas com enxaquecas), dores de ouvido, dor e pressão atrás dos olhos;
Um “clique” ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca;
Dor ao bocejar, ao abrir muito a boca ou ao mastigar;
Mandíbulas que “ficam presas”, travam ou saem do lugar;
Flacidez dos músculos da mandíbula;
Uma brusca mudança no modo em que os dentes superiores e inferiores se encaixam.

Normalmente o paciente com disfunção ATM, relata que ao movimentar a mandíbula, ouve barulhos. Isso já é indicativo de problemas de ATM e, se não tratado precocemente, pode levar a uma intervenção cirúrgica. Existe outro tipo de barulho, que são os zumbidos, que podem ou não serem originado de sintomas da ATM, nestes casos é indicado uma avaliação com um Otorrinolaringologista para descartar algum possível problema no aparelho auditivo.

Qual o tratamento da DTM?
O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico.

Além do tratamento clínico especifico da Disfunção ATM, com técnicas não invasivas, também são indicados o uso de técnicas coadjuvantes no relaxamento muscular, na diminuição da ansiedade, no controle da dor, exercícios fisioterápicos específicos e até mesmo acompanhamento psicológico.

Em algumas afecções como: anquilose da ATM, luxação recidivante, hiperplasia e tumores de côndilo, o tratamento é exclusivamente cirúrgico.É necessário uma avaliação com o Cirurgião Buco Maxilo Facial, para que o mesmo realize um exame clínico e solicite os exames necessários para o correto diagnóstico e elaborar um plano de tratamento.

© Todos os direitos reservados